Funcionamento de 2ª à 6ª feira das 9h às 18h. Recepção de amostras até às 16h30.
(11) 2872-2552 | (11) 94057-1550

Classificação e graduação dos tumores mamários em cadelas

Por Caio Fernando Monteiro Gimenez   

    Os tumores mamários caninos são classificados de acordo com os tipos histológicos sugeridos por  GOLDSCHMIDT et al. (2011) e são divididos em hiperplasia, neoplasia benigna e neoplasia maligna.

Tipos histológicos dos tumores de mama em cadelas, propostos por GOLDSCHMIDT et al. (2011).

    Atualmente os tumores mamários malignos são classificados por GOLDSCHMIDT et al. (2011) e graduados por LA PENA et al. (2012) (tabela 2) e são baseados no comparativo entre os aspectos histopatológicos correlacionados ao comportamento clínico dessas neoplasias, corroborando para a determinação do prognóstico.

      Após estabelecido o diagnóstico de neoplasia maligna, alguns critérios precisam ser avaliados, a fim de graduar e neoplasia, como a porcentagem de formação de túbulos, o pleomorfismo nuclear e a quantidade de mitoses (tabela 1).

      Para determinar o grau da neoplasia mamária maligna, faz-se necessário somar os critérios observados de acordo com a tabela 1 e consequentemente estabelecer o grau (tabela 2).

Por exemplo: Uma neoplasia maligna primária da mama com evidente formação de túbulos (1 pomto), pleomorfismo discreto (1 ponto) e com até 9 mitoses atípicas em 10 campos de maior aumento (400x) (1 ponto) = Carcinoma mamário simples tubular grau I. (1+1+1=3 pontos)

Já uma neoplasia maligna primária da mama, sem formação de túbulos, pleomorfismo marcante e alto índice mitótico = Carcinoma mamário sólido grau III. (3+3+3=9 pontos).

Os artigos completos, citados acima, estão disponíveis gratuitamente em:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21266722 

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22688585

Posts Relacionados